Tu e o Tempo

  • 5
  • 10 Dezembro, 2015

O tempo passa, o tempo corre, o tempo escasseia… Será?

O tempo é, para muitos, a última fronteira da compreensão da experiência humana… Sentimos o tempo a passar e, por muito que tentemos, não conseguimos ver o tempo, não conseguimos sentir o passado nem o futuro – apenas conseguimos recordar o passado (sendo que a recordação acontece no presente) ou imaginar o futuro (sendo que a imaginação também acontece no presente).

Há muitas formas de nos relacionarmos com o tempo, umas parecem mais saudáveis do que outras. Aqui ficam algumas das que observo nos meus clientes de coaching e nas pessoas que acompanho:

  1. Foco no passado: constante relembrar daquilo que já foi, muitas vezes com saudade e saudosismo, outras vezes com mágoa e rancor. Atitude dominante: recordação.
  2. Foco no passado e no presente: constante atenção à explicação com base no passado para aquilo que está a acontecer no presente (“sou assim por causa do meu pai”, “não consigo fazer isto por causa do acidente que tive há dois anos”). Atitude dominante: explicação.
  3. Foco no futuro: constante ativação da imaginação, sem ligação aparente com aquilo que está a acontecer agora (“só espero que no futuro as coisas melhorem”, “como seria bom se no futuro ficasse mais fácil”). Atitude dominante: esperança.
  4. Foco no presente e no futuro: constante atenção ao impacto futuro das escolhas e ações do presentes (“se vender mais agora posso ser promovido daqui a um ano”, “vou prestar mais atenção ao meu filho para termos uma melhor relação no futuro”). Atitude dominante: planeamento.
  5. Foco no presente: constante atenção ao que está a acontecer agora, sem qualquer foco na explicação ou consequência. Atitude dominante: liberdade.
  6. Foco no passado, presente e futuro: constante noção de que todos os tempos se encontram interligados e que, através daquilo que se escolhe fazer agora, incorporando as aprendizagens do passado, se cria o futuro. Atitude dominante: ação livre e consciente!

Onde colocas, habitualmente, a tua atenção? E as pessoas à tua volta? Um bom tema para investigares nos próximos dias!

Fica bem. Em todos os tempos.

Leave a Reply